17 fevereiro 2015

50 Tons de Cinza é uma perfeita comédia romântica de tom sombrio


Veja a opinião dos fãs no final do texto

Sai do cinema feliz. ‪#‎CinquentaTonsFilme‬ é perfeito, pra quem gosta de comédia romântica, mas essa, de tom sombrio e cativante. A única estranheza se deve ao sadomasoquismo em si, que é lindamente abordado em cenas super sensuais de nudez parcial. Muita gente confunde essa prática sexual com violência, sendo que não tem nada a ver uma coisa com a outra. As reações dentro do cinema deixam claro como o filme e essa história mexe com o público, sobretudo com as mulheres. É uma linda história de amor, que vai ter sequência seguindo os outros livros, afinal o filme não tem final.

Os atores e texto fizeram um belíssimo trabalho, andando no limite corajoso entre o que seria machismo, abuso, amor, entrega, paixão, respeito, é uma mistura de emoções muito bem realizada. 

As cenas de sexo são mais leves devido a classificação de 16 anos e não 18, mas são suficientes. Seria melhor se fosse mais pesado? Com certeza, mas a gente precisa entender que filmes assim sofrem para ter boa bilheteria, porque corta o público adolescente inteiro das cadeiras do cinema. E cinema em tempos de pirataria é quase a única forma de obter lucro, o cinema como indústria está em crise.

O filme fez um belo resumo do livro, manteve a essência. Quem conhece adaptações para o cinema sabe que elas sofrem perdas, isso é normal, e 50 Tons foi ótimo nesse aspecto, até porque, a autora esteve sempre presente nos bastidores. 

Mas a sensualidade feminina e masculina é explorada e arranca suspiros ao longo do filme. A inocência da personagem Anastacia, bem como o Sr. Grey que aos poucos vai sendo cativado por ela, é algo lindo de se ver. A fotografia e ritmo do filme também merece destaque, é muito bem feito, raros são os momentos que o tédio ameaça aparecer.


Vale lembrar que o filme Cinquenta Tons de Cinza, foi bastante elogiado pelas principais críticas em todo o mundo, tendo apenas seis notas vermelhas em trinta e seis já publicadas no site agregador Metacritic.




É importante notar como é recorrente, o fato de filmes que fazem sucesso com o público, serem massacrados pelos críticos especializados. Isso só mostra que essas pessoas não exercem mais nenhuma influência sobre a audiência, e o gosto da mesma. Eles vivem em uma realidade paralela mesmo, e não sei como ainda tem voz. O que é um crítico em sua essência? 


Uma pessoa que não produz nada na vida, e que por ter alguns conhecimentos relativos se acham no direito de ficar apontando defeitos em trabalhos reais, de pessoas que realmente estão produzindo alguma coisa, e coisas que agradam pessoas, que satisfazem o público-alvo. Pra meter o pau em algo o mínimo que você precisa é não ser arrogante e saber respeitar o trabalho alheio, coisa que não vemos muito por aí.

Que bom que Hollywood deu ouvidos a autora dos livros (que já venderam mais de 100 milhões de cópias em todo o mundo, tendo sido traduzidos em mais de 50 idiomas), e se importou com os fãs, afinal estes são as pessoas que deram a franquia todo o sucesso e reconhecimento que ela tem, fãs que são a ÚNICA razão de um produto, seja ele qual for, existir. O que importa é agradar o público-alvo, o resto é resto, é migalha, não interessa, não paga ingresso pra ver o filme.



O site do O Globo publicou um trecho de entrevista com a autora de Cinquenta Tons, onde ela diz "Não tenho interesse na crítica, só nos fãs", e está certíssima, afinal são eles que sustentam essa história desde o início. Foi assim com Crepúsculo, que inclusive serviu de inspiração para a trama sadomasoquista. Não importa o que o público em geral diz, muito menos os críticos. São os fãs de Justin Bieber que lotam os shows dele, não os haters. 

E de fato podemos misturar tudo, pois tudo que é popular e faz sucesso é alvo de ódio, como a cantora Anitta aqui no Brasil, que tags e mais tags ofensivas são subidas no Twitter, ao mesmo tempo que mais de 12 milhões de pessoas a seguem no Facebook. O foco precisa estar em quem gosta. As pessoas tem opiniões próprias e não precisam de alguém te dizendo o que é bom ou ruim, como se bom ou ruim fossem conceitos absolutos e que não passassem pelo crivo do gosto pessoal.

50 tons já é sucesso estrondoso de bilheteria Veja aqui várias opiniões no Facebook, maioria esmagadora são positivas.




ATENÇÃO: Os comentários postados no Portal Celebrinando são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Pesquise

Custom Search

Veja também...