12 abril 2015

Sandy diz que sofre por antecipação e fala da estréia como jurada do Superstar


Sandy concedeu uma entrevista ao site Extra durante a coletiva de imprensa do lançamento da temporada 2015 do reality musical, o Superstar da Rede Globo, do qual ela será jurada pela primeira vez. Veja as melhores frases, reveladoras por sinal.

— Theo (filho) está numa fase sensacional. Nove meses é muito gostoso! Quando o coloco para dormir, eu canto as músicas de Sandy & Junior e ele bate palminha. É uma graça. Pergunto: “Quem é o filho da mamãe?”. Ele levanta o bracinho. É uma coisa linda — orgulha-se a mãe de primeira viagem, sem esconder a paixão pela cria.
— No meu primeiro compromisso com o programa, eu fiquei 13 horas longe dele. O máximo que tinha ficado antes era três. Graças a Deus, quando voltei, ele ainda estava acordado. Doeu muito. Após a estreia, será mais complicado. Serão mais ou menos 18 horas longe. Talvez eu o leve comigo para o Projac (complexo de estúdios da Globo, no Rio de Janeiro). Ainda não decidi — diz a moradora de Campinas, no interior de São Paulo.
Sandy e Lucas Lima se casaram em 2008 Foto: Reprodução/Instagram
— Não sou fácil de agradar. Sou bem sincera também. As pessoas da minha família chegam até a se assustar comigo (risos). Não vou aprovar todo mundo. Mas, claro, não gosto de atitude arrogante. Vou tomar cuidado para criticar. É importante que seja construtivo o que falamos no programa.
— Ter um nome forte, conhecido, é ótimo quando a gente quer divulgar um trabalho. Todo artista precisa de notoriedade. Acho bacana que o meu nome tenha esse tamanho e relevância. Por outro lado, é difícil quando inventam calúnias e boatos. Isso espalha de tal forma que fico sem controle para desmentir. É ruim — pondera a artista.
Thiaguinho, Sandy e Paulo Ricardo, os novos jurados do SuperStar
Thiaguinho, Sandy e Paulo Ricardo, os novos jurados do SuperStar Foto: Fábio Rocha / Gshow
— A adolescência foi o pior período. Foi ali que começaram a surgir os comentários mais acirrados. Estava muito exposta. Fazia shows, o seriado na Globo, novela, era uma loucura. Aí inventavam muitas coisas a meu respeito porque dava ibope. Eu sofria. Também não gostava da imagem de menininha. Era madura para a minha idade e percebia que as pessoas não viam isso. Mas eu aprendi a lidar, a relevar o que não é importante e a aproveitar o que é construtivo — argumenta.
— Sou dona de casa, mas se você perguntar se eu gosto é outra coisa (risos). Detesto! Agora mesmo estou lidando com marceneiros, jardineiros, entregas... Isso já está me enchendo o saco. Sou estressada, fico com mil coisas na cabeça. Apesar de não gostar de tomar conta da casa, as coisas estão caminhando. Ela está de pé (mais risos) — diz a cantora, que faz questão de cuidar pessoalmente de tudo o que diz respeito ao filho: — Tenho babá, mas nem precisaria. Troco as fraldas do Theo, dou banho, coloco para dormir. Nasci para ser mãe. Eu o amamentei até os sete meses. Parei porque ele não quis mais, registra isso. Amamentar foi muito bom.
— Estou nesse processo de “desenlouquecer”. O Lucas brinca no meu dia de terapia. Ele fala: “Vai ‘desenlouquecer’, amor?”. Eu digo que sim. Todo mundo deveria fazer terapia. É bom trabalhar os problemas, analisar sua vida. Lido com a exposição desde muito cedo, depois veio carreira individual, casamento, filho... Acho importante. Enquanto a minha analista estiver me aturando, eu continuo — diz Sandy, que não faz questão de esconder os seus defeitos (sim, ela tem!): — Sofro por antecipação. Se eu tenho uma coisa para fazer daqui a um mês, já penso como será. Não queria ser assim. Também sou perfeccionista. Não paro de fazer algo até ficar direito. Até com coisas bobas. Outro dia, pisei no cocô da cachorra e sujei o chão ao entrar na sala. Fiz uma faxina enorme meia-noite. Isso não é bom.
— A gente tenta evitar mostrá-lo. Ele é apenas uma criança. Eu e Lucas é que somos famosos. Não é uma escolha dele. Theo não é um bebê público. Criaram um estardalhaço sobre isso. Mas eu não saio na rua escondendo o rosto dele. Estive em Orlando (nos Estados Unidos) e lá tem muitos brasileiros. As pessoas pediam foto comigo e ninguém o fotografou. Existe um respeito.
Foto: reproduções do instagram
Indagada se deixaria o filho trilhar uma carreira musical tão cedo quanto ela, Sandy faz careta.
— É tão difícil! Eu acho que adiaria ao máximo isso. Mas se for um sonho dele, assim como o meu pai e a minha mãe perceberam que era um sonho meu e do Junior, não ia ter jeito, iria apoiar e ajudar. Meu temor é porque a vida de músico não é fácil. Não é qualquer um que tem uma trajetória como a nossa. A carreira artística tem muita frustração — explica ela, que logo revela: — Vejo que Theo é fascinado por música. Ele é muito agitado, mas para se estiver tocando algo. De fato, é difícil ele escapar disso com o pai, a mãe, o avô e os tios músicos. Mas eu preferia que ele encarasse isso como um hobby.
— Eu e Lucas tivemos bastante tempo para curtir como casal, fizemos muitas coisas juntos, viagens maravilhosas... Só escolhemos ter um filho quando estávamos preparados. Por isso, fiquei tão feliz quando aconteceu.
— Se for para ter outro (filho), vou demorar mais um pouco. Apesar de estar curtindo esse momento, eu amo a minha carreira. Quero produzir coisas novas para só depois pensar nisso. Ficaria afastada muito tempo se tivesse mais um filho agora — explica a cantora, que pretende voltar a fazer shows no segundo semestre deste ano.
Após 17 anos de carreira, Sandy lançou seu primeiro CD solo em 2010 Foto: Divulgação
— Estou com pouco tempo para um novo projeto. Estava pensando em algo, mas surgiu o “SuperStar”. Acredito que o próximo trabalho, em termos de sentimento, será mais intimista.
Sandy ainda falou do casamento de Junior, que uniu-se à modelo Monica Benini.
— Foi emocionante. Não segurei o choro. Ver meu irmão casando tão jovem e tão feliz... Eles estão construindo uma história bacana. E eu não esperava ter uma cunhada de que eu gostasse tanto. Não é sempre que acontece — conta.
Sandy guarda boas recordações do tempo que trabalhou na TV Foto: Divulgação
Para os fãs da dupla Sandy & Junior, uma notícia importante: 
— A gente pensa sobre o assunto (fazer um trabalho junto com o irmão), conversamos sobre isso. Mas não temos nada em vista. Talvez um show ou algo para homenagear a nossa história. Não quero dar falsa esperança e criar expectativa, mas não é algo impossível de acontecer. Ia ser divertido — revela a cantora.
ATENÇÃO: Os comentários postados no Portal Celebrinando são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Pesquise

Custom Search

Veja também...