29 julho 2015

O Que Precisa ter no Remake de Final Fantasy 7

Final Fantasy VII Remake vem aí. Todo mundo ficou feliz, mas dúvidas começaram a pipocar, o que vai mudar no jogo? Uma coisa é certa, remake não é cópia, nunca foi, remake é uma recriação. É repensar, refazer, mostrar de outro ângulo.

Portanto está aqui o que precisa ter no remake de Final Fantasy 7:



1- Sistema de batalha novo, estilo action RPG moderno, com elementos parecidos ao que vimos na demo de FFXV, prefiro assim. Imagine você lutando como no filme Advent Children, sem limitação por menus. Se for em turnos, que seja o mais dinâmico possível, próximo ao de Final Fantasy 13, que é perfeito. Pode-se também dar a opção de "lock" pra quem quer em tempo real mudar para o estilo de turnos. Seria uma possibilidade também, agradaria a todos.



2- Extras na história. Podem incluir o remake de parte dos spin-offs que o jogo teve. Não existe razões para não incluir a expansão que foi feita na trama com o Crisis Core por exemplo. Refazer isso é quase uma obrigação.



3- Cloud travestido de mulher. Essa cena precisa existir, o humor não pode se render a supostos argumentos de "transfobia", sendo que a cena nem de longe é isso. Aliás, humor japonês tem tradição de ser "sacana", vemos isso nos animes, e é muito divertido pra quem gosta. Funciona sim.



4- Mais realismo. Pelo trailer já deu pra ver que isso vai ser realidade. Quero ver as favelas mostrando a miséria da população, o sentimento e sofrimento dos personagens. Hoje não há limites tecnológicos pra isso. Sim, Final Fantasy tem o pé no anime, no desenho animado japonês, mas sempre conversou bem com o visual mais realista. Agora, mais do que nunca isso pode e deve ser elevado a níveis jamais vistos.



5- Tom mais sombrio. Outra coisa que pelo trailer deu pra notar, é que isso deve ser realidade. Isso também tem a ver com realismo, pois o tema de FF7 é pesado, não é leve, e não estaremos mais lidando com avatares de cartoon. Eles tem tudo para fazer um remake com abordagem bem mais dramática, do jeito que os personagens desse game pede.



6- Boa dublagem. Isso a Square Enix sabe fazer. Advent Children o filme, está aí para provar isso. Sephiroth precisa ser um arraso. Dublem todos diálogos de NPC também, não deixem as vozes restritas a cenas de corte.



7- Liberdade total. O jogo deve ser o mais "open world" possível. Deve seguir a história sim, mas com a ídeia de "pontos amarelos" marcados no mapa. Opções precisam estar ao alcance do jogador em todo o tempo. Estamos em 2015, os tempos são outros, as pessoas não fazem mais uma coisa só, muito pelo contrário, querem várias coisas ao mesmo tempo. Isso já é realidade nos games atualmente, não tem porque um RPG ser totalmente linear como foi Final Fantasy 13. Midgar precisa ser enorme, o mundo de fora do mapa, precisa dar ao jogador sensação de amplitude máxima, como tem sido feito com maestria em FF15.



8- História deve seguir a original. Não deixem a Aeris viva. Um remake deve trazer sentimentos nostálgicos a tona, só assim ele consegue emocionar. Novidades são bem vindas, mas como extras. Antes da morte da personagem dá pra fazer coisas inéditas jamais vistas. Até o Mel Gibson com a Paixão de Cristo conseguiu trazer nova carga dramática na história de Cristo. Isso também deve acontecer no remake.



9- Apelo sexual deve ser mantido. O realismo pede sim que diminua o peito da Tifa de modo mais crível, mas por favor, não se rendam ao moralismo e puritanismo conservador barato, e a deixem ser como ela é: sexy. As mulheres gostam disso, Tifa é um sucesso entre cosplay mulher até hoje, justamente pelos seus "elementos hentai". Hentai é uma cultura otaku japonesa, e o jogo não tem porque não beber dessa fonte, ainda que de forma leve, como foi antigamente.



10- Que o jogo não demore para ser lançado. No máximo dois anos por favor, mais que isso será um saco esperar. Eu acho que a Square Enix evoluiu muito nos últimos anos, abandonou o time japonês e está mais americanizada do que nunca. Afinal, eles são donos de franquias como Hitman, Tomb Raider e distribuem Call Of Duty no Japão. Não acredito que teremos que mofar esperando.
ATENÇÃO: Os comentários postados no Portal Celebrinando são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Pesquise

Custom Search

Veja também...