04 agosto 2015

Íris Abravanel fala qual sua meta com Cúmplices de Um Resgate

Íris Abravanel (Foto: Lourival Ribeiro/ SBT)
(Foto: Lourival Ribeiro/ SBT)
A esposa de Silvio Santos, Íris Abravanel, autora de novelas do SBT, e que assina o remake de “Cúmplices de Um Resgate”, assim como o de “Chiquititas” e “Carrossel”, falou sobre seu trabalho, e disse que o marido gosta de opinar. Além disso, a esposa do dono do SBT revelou porque decidiu se tornar novelista.
Sete anos depois de se lançar como autora de novelas do SBT, com “Revelação” (2008), Íris conta como administra os papéis de mulher e funcionária de Silvio Santos: “Muitas vezes, espero meu marido dormir para terminar o trabalho”.
Quando questionada se Silvio dá opinião sobre seu trabalho, a novelista disse. “É difícil para ele não dar. Mas todas são muito bem-vindas. A gente para, presta atenção e acata, até pelas experiências.”
Íris Abravanel ainda revelou porque decidiu ser autora de novelas. “Comecei pela dificuldade, na época, que meu marido encontrou em trazer autores da Globo. E me ofereci, pegando esse bonde andando. Não sabia nem para aonde ia. Quanto à trama infantil, foi porque nos deram um horário mais adulto, às 22h, e outras emissoras passaram a fazer novelas nesse mesmo horário. Então, surgiu a ideia de fazermos o remake de “Carrossel”. Foi um sucesso, como está sendo com “Chiquititas”. Acho que a gente não pode abandonar essa linha, porque é o que o público precisa.”
Ainda segundo a escritora, “Cúmplices de Um Resgate” deve ter 250 capítulos. A intenção é manter a média de 13 pontos alcançada por “Carrossel” e “Chiquititas”, que chegou a ser estendida para 545 capítulos, tamanho o sucesso. “Perdemos cabelo nisso, mas aceitamos o desafio”, disse ela.
As informações são do jornal Extra.
ATENÇÃO: Os comentários postados no Portal Celebrinando são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Pesquise

Custom Search

Veja também...